• 20160830_090216.jpg
  • 20160830_085830.jpg
  • 20160830_090251.jpg
  • 20160830_085747.jpg
  • 20160830_085847.jpg

O Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação convida a todos para as defesas de mestrado e doutorado conforme dados abaixo:

Banca examinadora de defesa de relatório intermediário de dissertação de mestrado do aluno Vinicius Carvalho Pereira,

 

Título: O Tombamento da Caixa d’água da Ceilândia/DF: política pública de proteção aos bens culturais e Ciência da Informação.

 

Data: 30 de março de 2016

Horário: 14h30

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

 

Presidente: Prof.ª Dr.ª Ana Lúcia de Abreu Gomes

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Ana Elisabete de Almeida Medeiros (FAU/UnB)

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Luciana Sepúlveda Köptche

Membro Suplente: Prof. Dr. Breitner Luiz Tavares (FCE/UnB)

 

Resumo: O objetivo da pesquisa é avaliar as possibilidades de relação entre a instrução de processos administrativos de tombamento de um bem imóvel integrado, no caso, a caixa d’água da Ceilândia/DF, e os fundamentos da Ciência da Informação, mais especificamente no que se refere à organização da informação. Para tal, primeiramente apresentamos, de forma breve, um pouco do histórico da Ciência da Informação, nos detendo na relação documento/monumento. Em seguida, discutiremos a estrutura dos processos administrativos, destacando aqueles de tombamento de bens culturais e sua guarda permanente. Por fim, apresentaremos o processo administrativo de tombamento da Caixa d’água da Ceilândia/DF em 2013. O objetivo é discutir a política pública de proteção aos bens culturais, por meio da instrução dos processos de tombamento no que tange a organização da informação

Palavras-chave: Processos Administrativos – Tombamento – Ciência da Informação – Ceilândia – Caixa d’água da Ceilândia

Banca examinadora de defesa de dissertação de mestrado da aluna Raquel Costa de Souza,

 

Título: Política Externa (2003-2015) e informação na formação dos diplomatas brasileiros: um estudo de caso sobre as bibliotecas especializadas do Ministério das Relações Exteriores e do Instituto Rio Branco.

 

Data: 2/3/2016

Horário: 14h

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

Presidente: Eliane Braga de Oliveira

Membro Titular: Pio Penna Filho

Membro Titular: Dulce Maria Baptista

Membro Suplente: Cynthia Roncaglio

 

Resumo: Os diplomatas brasileiros são vinculados ao Ministério das Relações exteriores (MRE), que é um órgão de assessoria à Presidência da República na execução das relações diplomáticas com Estados e organismos internacionais e na formulação da política exterior do Brasil. Esta pesquisa objetiva identificar se as bibliotecas especializadas do Instituto Rio Branco (IRBR), centro de formação dos diplomatas brasileiros, e do próprio MRE atendem aos objetivos de suas organizações em relação a esses profissionais, a partir das referências recomendadas pelos cursos do IRBR e dos eixos centrais da política externa do Brasil.

Palavras-Chave: Biblioteca especializada. Ministério das Relações Exteriores (Brasil). Instituto Rio Branco.

Banca examinadora de defesa de dissertação de mestrado do(a) Aluno(a) Danielle Alves Batista,

 

Título: Auditoria Arquivística: Uma Análise De Requisitos No Contexto Do Arquivo Público Do Estado De São Paulo

Data: 03/03/2016

Horário: 10h

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

Presidente: Prof.ª Dr.ª Eliane Braga de Oliveira

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Ana Célia Rodrigues

Membro Titular: Prof. Dr. Rogério Henrique de Araújo Júnior

Membro Suplente: Prof. Dr. Renato Tarcísio Barbosa de Souza

 

Resumo: Este trabalho propõe um estudo sobre auditoria em gestão de documentos e analisa o caso do Arquivo Público do Estado de São Paulo e sua atividade de auditoria arquivística. Discute-se os conceitos de auditoria, controle externo e interno, fiscalização, arquivísticas e gestão de documentos. Discorre sobre o sistema de arquivos do estado de São Paulo, a gestão de documentos na administração pública com ênfase na informação orgânica e no patrimônio público documental, bem como sobre a fiscalização da gestão de documentos públicos. As técnicas para coleta de dados são a pesquisa bibliográfica, documentação e entrevista. Realiza uma análise comparativa dos requisitos identificados na literatura de auditoria e a proposta do Arquivo Público do Estado de São Paulo. Os resultados são o apontamento da terminologia adequada à atividade em estudo, o apontamento de requisitos básicos da atividade e determinar quais as contribuições da auditoria às funções arquivísticas.

Palavras-chave: Auditoria, Auditoria Arquivística, Auditoria de Gestão de Documentos. Controle. Fiscalização.

Banca examinadora de defesa de dissertação de mestrado do(a) aluno(a) Maria de Fátima Medeiros de Souza

 

Título: O estudo da coleção de livros da Sociedade dos Cem Bibliófilos do Brasil da Biblioteca Central da Universidade de Brasília

 

Data: 02/03/2016

Horário: 14h

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

Presidente: Profª Drª Maria Margaret Lopes

Membro Titular:Dr. Raphael Diego Greenhalgh

Membro Titular:Prof. Dr. Emerson Dionísio Gomes de Oliveria

Membro Suplente: Profª Drª Miriam Paula Manini

 

 

Resumo: Esta dissertação estuda a coleção de livros editada pela Sociedade dos Cem Bibliófilos do Brasil(1943-1969) do Setor de Obras Raras da Biblioteca Central da Universidade de Brasília. A coleção da Sociedade dos cem Bibliófilos do Brasil (SCBB) é formada pelos livros que pertenceram à quatro bibliófilos, ao todo são 36 exemplares que serão consideradas nesse estudo. Esse estudo apresenta a trajetória dessa coleção de livros dentro do Acervo de Obras raras da BCE a partir de três fases apresentadas por Samuel Alberti (2005) para o estudo dos objetos das coleções: a primeira fase se refere à coleta e procedência; a segunda fase diz respeito à história do objeto dentro do acervo; a terceira fase contempla a exposição e consulta do acervo pelo público.

Palavras-chave: Sociedade dos Cem Bibliófilos do Brasil; Livro de Bibliófilo; Obras Raras; colecionismo bibliográfico.

Banca examinadora de defesa de tese de doutoradodo(a) aluno(a) Maria de Fátima Coelho Castro

 

Título: Avaliação de produtos de informação jurídica do tribunal da cidadania: um enfoque da ciência da informação

 

Data: 4/03/2016

Horário:09h

Banca Examinadora de Defesa de Tese de Doutorado

Presidente (Orientador): Prof. Dr. Emir José Suaiden

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Elmira Luzia Melo Soares Simeão

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Lillian Maria Araujo de Rezende Alvares

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Cecília Leite Oliveira

Membro Titular: Dr Miguel Ángel Márdero Arellano

Membro Suplente: Dr. Ricardo Crisafulli Rodrigues

 

Resumo: Trata do conteúdo e usabilidade de produto de informação jurídica da Biblioteca Ministro Oscar Saraiva do Superior Tribunal de Justiça, STJ, disponível na Web, com enfoque da Ciência da Informação considerando que a utilização de técnicas e metodologias adequadas para avaliação de produtos de informação confere visibilidade à biblioteca no universo jurídico. Aplica a Metodologia para Avaliação de Produtos e Serviços de Informação desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de Ciência e Tecnologia, IBICT, com enfoque no usuário, no estudo da Biblioteca Digital Jurídica, BDJur, que disponibiliza informação doutrinária e legislativa cujo conteúdo visa subsidiar a atividade judicante do Tribunal, compreendendo três procedimentos: a) avaliação qualitativa com base na abordagem do trinômio operacional doSense-Making, de Brenda Dervin, com entrevistas estruturadas, analisando-se os resultados com a técnica dos Incidentes Críticos de John C. Flanagan, para obter a visão contextualizada das práticas informacionais do usuário assessor de ministro e as condições de uso da BDJur; b) avaliação quantitativa com questionário eletrônico, para conhecer o grau de satisfação dos assessores e a extensão do acesso e uso da BDJur; c) aplicação das heurísticas de Jakob Nielsen para avaliação da usabilidade da BDJur ou, interação homem-máquina. A análise qualitativa trouxe a lume a vivência, no contexto do STJ, da situação, lacuna e uso da informação no trabalho do assessor de análise e fundamentação dos temas jurídicos nos processos judiciais, com doutrina, legislação e jurisprudência, além de identificar incidentes críticos positivos e negativos relativos às três etapas do trinômio operacional. A análise quantitativa mostrou que há confiabilidade dos assessores na BDJur na busca e recuperação da informação jurídica, sendo utilizada em alguns casos, como fonte principal de informação para realização do trabalho. A análise de nove heurísticas como padrões de usabilidade apresentou resultado positivo para: clareza nas informações de navegação e conteúdo; linguagem objetiva; autonomia das ações realizadas no sistema; e, padronização e identidade visual. Foram obtidos menores índices para as heurísticas referentes a mensagens de erro e, navegação autoexplicativa. Ficou evidenciado que a busca de informação na BDJur pelo assessor de ministro,concorre para subsidiar a atividade judicante no Tribunal.A combinação das três abordagens da Metodologia forneceu maior consistência e integridade dos resultados, com enfoque no assessor de ministro como usuário da BDJur, sobre a relação entre a necessidade e busca de informação jurídica e a atividade judicante desempenhada nos gabinetes de ministro no trabalho do assessor, e sobre o impacto da informação jurídica na atividade judicante do STJ.

Palavras-chave: Produto de informação na Web, metodologia de avaliação, Ciência da Informação; Informação jurídica, Superior Tribunal de Justiça, STJ; Metodologia de Avaliação de Produtos e Serviços de Informação, Instituto Brasileiro de Informação e Tecnologia, Ibict.

 

Banca examinadora de defesa de dissertação de mestrado do(a) aluno(a)Ívina Flores Melo Kuroki

 

Título: Demarcações conceituais dos princípios científicos da Arquivologia e da Ciência da Informação: contribuições para a configuração científica das disciplinas no campo da informação

 

Data:05 de fevereiro de 2016.

Horário:14h30

Local: sala da pós graduação

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

Presidente: Prof.ª Dr.ª Angélica Alves da Cunha Marques

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Clarissa Moreira dos Santos Schmidt   

Membro Titular: Prof. Dr. Renato Tarciso Barbosa de Sousa

Membro Suplente: Prof.ª Dr.ª Georgete Medleg Rodrigues

 

Resumo:

O campo da informação, composto de disciplinas científicas cujos objetos concentram-se na gênese, organização, recuperação e comunicação da informação registrada, vem sendo perpassado por diversas discussões epistemológicas. As disciplinas que o compõem, embora compartilhem a informação como objeto de estudo, diferenciam-se por seus objetos específicos, seus princípios, seus métodos e suas técnicas. Partindo dessas considerações, esta dissertação tem como objeto de estudo os princípios científicos da Arquivologia e da Ciência da Informação. O seu objetivo geral é compreender as demarcações conceituais dos princípios científicos dessas disciplinas, tendo em vista as suas configurações e os seus diálogos no campo da informação. Com base no levantamento das definições de “princípio científico” e de “teoria”, na literatura da Filosofia e da Sociologia da Ciência, mapeia os princípios arquivísticos na literatura internacional e nacional da Arquivologia, assim como os princípios da Ciência da Informação, na literatura internacional e nacional dessa área. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, exploratória, descritiva e explicativa, cujos procedimentos metodológicos consistem na pesquisa bibliográfica dos manuais internacionais e nacionais da Arquivologia e da Ciência da Informação. Dentre os resultados analisados à luz do Método da História Cruzada, a pesquisa delimita conceitualmente os princípios científicos da Arquivologia e da Ciência da Informação, buscando contribuir com reflexões acerca da trajetória e configuração dessas disciplinas no campo da informação, especialmente, nas particularidades que essas demarcações conceituais podem trazer para cada uma dessas disciplinas no reconhecimento das suas identidades e interlocuções. A análise da trajetória do princípio arquivístico da Proveniência demonstra que a Arquivologia se diferencia das demais disciplinas pela organicidade, entendida, nesta pesquisa, como um macro princípio, isto é, a base fundadora, única e exclusiva na configuração da Arquivologia. A partir da pesquisa bibliográfica, é possível inferir, para a Ciência da Informação, os princípios da Interlocução Contínua, da Demanda Social e da Disponibilidade da Informação, que fundamentam a evolução científica e a busca por autonomia científica dessa disciplina, ainda que esses princípios possam ser compartilhados com a Arquivologia no âmbito dos métodos e das técnicas. Os resultados da pesquisa ainda sugerem que a Arquivologia possui um processo de busca por autonomia mais amadurecido que aquele pelo qual passa a Ciência da Informação, marcada por características híbridas das disciplinas que constituem o campo na informação. A sua atuação nesse campo parece receber mais do que contribuir, expressando uma natureza interdisciplinar latente e contínua.

Palavras-chave:Princípios científicos. Princípios da Arquivologia. Princípios da Ciência da Informação. Campo da informação.

Banca examinadora de defesa de dissertação de mestrado do aluno BERNARDO DE BARROS ARRIBADA,

 

Título: Tratamento Informacional da Coleção Telegráfica do Museu Correios: análise da perspectiva científica, tecnológica e de cultura material

 

Data: 16 de fevereiro de 2016

Horário: 09h00

Local:

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

Presidente: Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares

Membro Titular Interno ao PPGCInf: Profa. Dra. Ana Lúcia Abreu Gomes

Membro Titular: Profa. Dra. Diana Farjalla Correia Lima

Membro Suplente: Profa. Dra. Miriam Paula Manini

 

 

Resumo: O Museu Correios (MC), instituição ligada à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), detém em seu acervo grande parte da História das Comunicações no Brasil, materializada em sua coleção telegráfica. Esses objetos, ao serem processados pela chamada Documentação em Museus, tornam-se objetos-documento dessa história. No entanto, as informações museológicas dos objetos e seus contextos históricos e tecnológicos não estão processadas de acordo com as normas técnicas de documentação propostas por órgãos nacionais e internacionais que se debruçam sobre o tema. Essa situação não é favorável para o Museu Correios enquanto instituição de pesquisa, produtora de informação e, consequentemente, de conhecimento. Neste cenário, a presente pesquisa, baseando-se nas teorias da Cultura Material que visam análise e descrição de objetos, buscou identificar metodologia apropriada para a Documentação no Museu Correios. Assim, foi possível concluir que esses métodos podem ser aplicados ao ambiente museológico no momento da chamada Análise da Informação em Museologia, processo que faz parte da chamada Documentação em Museus.

 

Palavras-chave: Patrimônio Científico e Tecnológico. Documentação e Informação em Museus. Análise da Informação. Museu Correios. Coleção Telegráfica.

 

Banca examinadora de dissertação de mestrado do(a) aluno(a)Flávia Moreno Alves de Souza

 

Título: Impacto do fator emocional no usuário quando da recuperação de informação da homepage do Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites do Ministério da Saúde.

 

Data: 15/02/2016

Horário: 14h

Local:

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

Presidente:Prof.ª Dr.ª Ivette Kafure Muñoz

Membro Titular: Dr.ª Cristina de Albuquerque Possas

Membro Titular: Prof. Dr. Murilo Bastos da Cunha

Membro Suplente:Prof. Dr. Fernando César Lima Leite

 

 

Resumo: Discute a relevância do fator emocional na recuperação de informação. Discorre sobre a necessidade de disponibilização de informações com valor agregado que atendam às necessidades informacionais do usuário e satisfaçam as suas expectativas. Objetiva identificar o impacto do fator emocional no usuário na recuperação de informação da Home Page do Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. Trata-se de pesquisa qualitativa e exploratória, cujo método utiliza estudo de caso. A análise dos dados mostra que diante da interface, o estado afetivo de 56,92% é negativo e de 43,08% positivo; para 85,71% o estado emocional interfere na busca e recuperação da informação; para 14,28% não interfere. Conclui que a dimensão emocional é fator decisivo na recuperação de informação de saúde dos usuários desta Home Page e há necessidade de aprimoramento da interface, baseado nos princípios do design emocional centrado no usuário para que esta desperte sensações positivas, pois esta é uma ferramenta de orientação na prevenção e no tratamento da epidemia de Aids no país.

Palavras-chave: design emocional; estudo de usuários; interação humano-computador; informação em saúde; HIV/aids.

 

Banca examinadora de defesa de dissertação de mestrado do(a) aluno(a) Fernando Gabriel Corrêa,

 

Título: Influências das tecnologias digitais da informação e comunicação na delimitação conceitual e nas repercussões do Princípio da Territorialidade na Arquivologia e na Ciência da Informação

 

Data: 29 de janeiro de 2016

Horário: 09h

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

Presidente:Prof.ª Dr.ª Angelica Alves da Cunha Marques

Membro Titular:Prof.ª Dr.ª Natália BolfariniTognoli

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Eliane Braga de Oliveira

Membro Suplente: Prof. Dr. Renato Tarciso Barbosa de Sousa

 

Resumo:

Esta dissertação de mestrado tem por objeto de estudo as influências que as tecnologias digitais da informação e comunicação desempenham na delimitação conceitual e nas repercussões do Princípio da Territorialidade na Arquivologia, bem como nos seus possíveis reflexos para a Ciência da Informação. Assim, considera a relevância dessas tecnologias ao longo da trajetória histórica, nas definições e nas repercussões desse princípio, especialmente para essas duas disciplinas. O objetivo geral é demonstrar as influências das tecnologias digitais da informação e comunicação na delimitação conceitual e nas repercussões do Princípio da Territorialidade na Arquivologia, se e como elas aparecem na Ciência da Informação. Os objetivos específicos e os métodos consistem, respectivamente, em: buscar referenciais conceituais de “princípio”, “território”, “lugar” e “espaço”, a partir da análise de obras da Filosofia e da Sociologia da Ciência, da Geografia, do Direito e da Arquivologia; delimitar e compreender o Princípio da Territorialidade na Arquivologia, pelo mapeamento das obras arquivísticas mais citadas nas dissertações e nas teses com temáticas relacionadas aos arquivos e à Arquivologia, produzidas nos programas de pós-graduação em Ciência da Informação; compreender o papel mais amplo das tecnologias digitais da informação e comunicação na demarcação da territorialidade, pela identificação de dissertações e teses no banco de teses da CAPES, sem restrição quanto ao programa de pós-graduação. Trata-se, portanto, de uma pesquisa qualitativa e quantitativa, exploratória, descritiva, explicativa e bibliográfica. O recorte temporal inicial da pesquisa refere-se à data de publicação da obra mais antiga e o recorte temporal final é o ano de publicação da última obra analisada. A partir dessas etapas, a pesquisa apresenta: referenciais conceituais do que seja “princípio”, “espaço”, “lugar” e “território”; definições dos termos “digital” e “documento digital” para o Interpares e o ConseilInternationaldesArchives. A dissertação retoma as origens, o desenvolvimento, as definições e repercussões do Princípio da Territorialidade no âmbito da trajetória da Arquivologia como disciplina científica, considerando os desafios trazidos pela informação digital. A análise das obras nos permite observar que, inicialmente, o Princípio da Territorialidade surge no Direito e é posteriormente apropriado e desenvolvido pela Arquivologia. Além disso, verificamos que a delimitação da territorialidade pela Arquivologia é muito influenciada pelas tecnologias da informação e comunicação, como o caráter cultural do documento de arquivo ligado ao espaço virtual da cultura, no âmbito da difusão cultural. A pesquisa identifica, ainda, aproximações do Princípio da Territorialidade com a Ciência da Informação, especialmente nos seus estudos quanto às forças que atuam nos fluxos da informação, nos meios de sua organização e difusão. Em relação ao acesso à informação, este deixa de ser local e se torna global, o que influencia os fluxos informacionais para as duas disciplinas.

Palavras-chave:Princípio. Territorialidade. Tecnologias da informação e comunicação. Arquivologia. Ciência da Informação.

 

Banca examinadora de defesa de dissertação de mestrado do(a) aluno(a) Roberta Penha e Silva Marins

 

Título: Análise de atos normativos: o caso do centro de documentação da Agência Nacional de Energia Elétrica - aneel

 

Data: 16 de fevereiro de 2016

Horário: 14h30

Local: a Definir

Banca Examinadora de Defesa de Relatório Intermediário de Mestrado

Presidente: Prof.ª Dr.ª Fernanda Passini Moreno

Membro Titular: Prof. Dr. Rogério Henrique de Araújo Júnior

Membro Titular: Prof. Dr. João Alberto de Oliveira Lima

Membro Suplente: Prof. Dr. Fernando César Lima Leite

 

Resumo:

A Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel é uma agência reguladora entendida como um ente vinculado ao poder executivo da Administração Pública Federal. Apesar de não ser um órgão do legislativo, ela possui como uma de suas funções a edição de normas que regulamentam o setor de sua jurisdição. Por se tratar de um tipo de informação estratégica para a agência, a correta organização e disseminação dos atos normativos emanados por ela tornou-se uma preocupação central dentro do Centro de Documentação da Aneel, local onde os atos são tratados e disponibilizados. Diante do exposto, nessa pesquisa, será realizada uma análise da indexação das resoluções emanadas pela agência, tendo como ponto de vista a observação de buscas reais por meio do sistema de busca on-line realizada por usuários servidores da agência. Após a coleta, os dados serão comparados com o vocabulário controlado utilizado pela agência com o intuito se estabelecer em quais pontos as buscas realizadas pelos usuários convergem com a indexação realizada pela agência. A pesquisa tem como referencial teórico estudos sobre organização da informação e do conhecimento, análise documentária, indexação, informação jurídica, sistemas de recuperação de informação e estudos de usuários de informação.

Palavras-chave: informação jurídica; organização do conhecimento; análise documentária