• 20160830_090251.jpg
  • 20160830_085847.jpg
  • 20160830_085747.jpg
  • 20160830_090216.jpg
  • 20160830_085830.jpg

Banca examinadora de defesa de relatório intermediário de dissertação de mestrado da aluna LILIANE JUVÊNCIA AZEVEDO FERREIRA

 

Título: A Gestão do Conhecimento no Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Goiás (SIBI/UFG) por Meio da Análise de Redes Sociais

Data: 02/07/2015

Horário: 14h

Local: Sala da Pós

 

Banca Examinadora de Defesa de Relatório Intermediário de Mestrado

Presidente: Prof.ª Dr.ª Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Eliany Alvarenga de Araújo

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Dulce Maria Baptista

Membro Suplente: Prof. Dr.ª Elmira Luzia Melo Soares Simeão

 

Resumo:A crescente importância atribuída à informação e ao conhecimento tem levado às organizações a busca por adequações tecnológicas e recursos humanos qualificados como meio estratégico no alcance de objetivos. A justificativa dada a essa importante consideração deve-se o contínuo desenvolvimento das tecnologias da informação e da comunicação que vem desenvolvendo a produção de informação e conhecimento. A Gestão do Conhecimento como prática de disseminação de conhecimento implícito em organizações tem sido uma alternativa interessante para a administração organizacional. E as redes de conhecimento, elo sistemático constituído por especialistas dentro de uma organização, constitui o grupo de pessoas socialmente envolvidas com o propósito de criar, gerar e disseminar conhecimento a favor do desenvolvimento institucional. As instituições públicas se enquadram perfeitamente neste contexto, visto que podem ser consideradas organizações. Para tanto, este pré-projeto de pesquisa tem como principal proposta analisar como as redes de conhecimento se configuram em instituições públicas, tomando como campo empírico um sistema de bibliotecas de uma universidade federal. A pesquisa se caracteriza como descritiva, com abordagem mista – qualitativa e quantitativa – utilizando o estudo de caso como método de investigação e a análise de redes sociais como técnica de análise dos dados. As etapas constituirão em: identificação dos atores do conhecimento do Sibi, por meio de documentos institucionais; exame do fluxo de conhecimento da equipe a partir de questionários e, por fim, analisar a configuração dos relacionamentos, utilizando grafos na ilustração. Pretende-se verificar se a Gestão do Conhecimento é uma prática reconhecida, e se os vínculos entre indivíduos são configurados de modo favorável para essa prática.

Palavras-chave: Gestão do Conhecimento. Redes de Conhecimento. Análise de Redes Sociais. Instituições Federais de Ensino Superior. Bibliotecas.