• 20160830_090216.jpg
  • 20160830_085830.jpg
  • 20160830_090251.jpg
  • 20160830_085847.jpg
  • 20160830_085747.jpg

Banca examinadora de defesa de tese de doutorado do aluno Niraldo José do Nascimento

Título: Intertextualidade, Ciência da Informação e a criação de sentido em fotografias: o caso de Formiga (MG).

Data: 02 de julho de 2015

Horário: 14h30                          

Local: 214

 

Composição da Banca:

 

Presidente: Prof. Dr. André Porto Ancona Lopez (PPGCINF-UnB)

Membro Titular Externo à Universidade de Brasília: Profa. Dra. Telma Campanha de Carvalho (UNESP, Marília)

Membro Titular Externo ao PPGCINF: Profa. Dra. Susana Madeira Dobal Jordan (FAC-UnB)

Membro Titular Interno: Prof. Dr, Claudio Gottschalg Duque (PPGCINF-UnB)

Membro Titular: Profa. Dra. Ivette Kafure Muñoz (PPGCINF-UnB)

Membro Suplente: Profa. Dra. Maria Leandra Bizello (UNESP, Marília)

 

Resumo: O trabalho discute a tese de que a interpretação intertextual de fotografias e documentos imagéticos na Ciência da Informação se constitui em uma metodologia capaz de dotar essa ciência de relevante reconhecimento como na área da pesquisa social, ao lado de outras disciplinas. A intertextualidade não deve ser aplicada para construir traços ou esboços de cientificidade, porém para comprovar a sustentabilidade do corpus de abrangência da CI e sua contribuição para a sociedade. A fotografia não é apenas história, é leitura ontológica do olhar e do ato de captura, seja de o próprio ser ou do que este ser observou, tanto no status do exercício de uma profissão, como no ensejo de um registro fundamentado em alguma necessidade. Se me reconheço socialmente, me reconheço individualmente, em um ciclo de reforço. O problema central reside na a ausência de informações mínimas contextuais sobre a gênese do documento fotográfico, que impõe a busca de novas metodologias para a atribuição de significados. A tese propõe a intertextualidade como uma metodologia válida de ressignificação e reconstrução de informações, que foi empiricamente discutida no âmbito de uma coleção significativa de imagens do município de Formiga (MG).

Palavras-chave: intertextualidade, documentos fotográficos, Formiga, MG (1908-1957), metodologia de tratamento de fotografias, organicidade arquivística.