• 20160830_090251.jpg
  • 20160830_085747.jpg
  • 20160830_085847.jpg
  • 20160830_090216.jpg
  • 20160830_085830.jpg

Banca examinadora de defesa de tese de doutorado do aluno JOSE ROBERTO PIMENTA FERRETTI DA COSTA

 

Título: COMPARTILHAMENTO DO CONHECIMENTO TÁCITO NO JUDICIÁRIO FEDERAL: PROPOSIÇÃO DE INDICADOR E MODELO AOS JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS, SOB A PERSPECTIVA DOS JUÍZES.

 

Data: 04 DE DEZEMBRO DE 2015

Horário: 09h

Local: sala 120

 

Banca Examinadora de Defesa de Tese de Doutorado

Presidente: Prof.ª Dr.ª Lillian Maria de Araújo Rezende Alvares

Membro Titular: Prof. Dr. Aírton José Ruschel

Membro Titular: Prof. Dr. Vallisney de Souza Oliveira

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Elmira Luzia Melo Soares Simeão

Membro Titular: Prof. Dr. Antonio Lisboa Carvalho Miranda

Membro Suplente: Prof. Dr. Renato Tarcisio Barbosa de Sousa

 

Resumo: Sob o contexto de crise do Judiciário, a pesquisa aponta o compartilhamento do conhecimento tácito como fenômeno capaz de inovar as rotinas judiciárias e mitigar tal crise. Ressalta que em uma sociedade do conhecimento há pouco espaço para organizações que não entendam e cuidem do conhecimento tácito como bem estratégico. Aponta ainda a interligação entre desenvolvimento e inovação, com ênfase na criação e no compartilhamento de conhecimento tácito. Nessa busca pelo aprimoramento do Judiciário, a pesquisa traz a figura do juiz como elemento central e transformador das rotinas judiciárias. Para analisar o fenômeno do compartilhamento, o estudo sustenta que há fatores reunidos nas dimensões pessoal, acadêmica, funcional, organizacional e geográfica que podem interferir nessa mobilidade. Propõe, por fim, um modelo de compartilhamento do conhecimento tácito para os Juizados Especiais Federais (JEF), subsistema da Justiça Federal, sob a perspectiva dos juízes, segundo um indicador numérico que se propõe a medir a propensão em compartilhar.

Palavras-chave: Crise. Judiciário. Compartilhamento. Conhecimento tácito. Juiz. Indicador.