• 20160830_085747.jpg
  • 20160830_085830.jpg
  • 20160830_085847.jpg
  • 20160830_090251.jpg
  • 20160830_090216.jpg

Banca examinadora de defesa de tese de doutorado do (a) aluno(a) Marília Augusta de Freitas

 

Título: DIRETRIZES PARA O DEPÓSITO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS

 

Data: 24/11/2015

Horário: 9h

Local:

 

Banca Examinadora de Defesa de Tese de Doutorado

Presidente: Prof. Dr. Fernando César Lima Leite

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Patrícia Rocha Bello Bertin

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Bianca Amaro de Melo

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Lillian Maria Araújo Rezende Álvares

Membro Titular: Prof.ª Dr.ª Sely Maria de Souza Costa

Membro Suplente: Prof.ª Dr.ª Fernanda Passini Moreno

 

 

Resumo: Os Repositórios Institucionais (RI) de acesso aberto surgiram com o propósito de proporcionar maior visibilidade e a preservação da produção científica de determinada instituição. As principais práticas de povoamento de um RI são o depósito feito pelo próprio autor, ou mediado pelas bibliotecas. Neste contexto, este trabalho se propõe a discutir os fatores que estimulam ou inibem o depósito da produção científica em RIs de acesso aberto, com o objetivo de propor diretrizes para o depósito da produção científica em repositórios institucionais. Do ponto de vista metodológico, é um estudo de abordagem qualitativa descritiva. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestuturadas e, em seguida, submetidos à análise utilizando princípios da Metodologia de Sistemas Flexíveis. O universo da pesquisa foi constituído pelos atores que compõe o sistema de comunicação científica. Como principal resultado da investigação apresenta-se duas interações representadas através de uma Rich Picture: os fatores que motivam e inibem do ponto de vista de cada ator entrevistado e a influência que o pesquisador sofre dos demais atores. A partir das questões centrais identificadas nas percepções dos atores entrevistados foi possível criar uma validação para a construção das diretrizes