• 20160830_090251.jpg
  • 20160830_090216.jpg
  • 20160830_085830.jpg
  • 20160830_085847.jpg
  • 20160830_085747.jpg

Banca examinadora de defesa de dissertação de mestrado da Aluno(a) Caroline Almeida Sodré
 

Título: Recolhimento e acesso intelectual aos acervos das DOPs no Brasil: da teoria à prática

Data: 28/03/2016

Horário: 09h30

Composição da Banca:

 

Banca Examinadora de Defesa de Dissertação de Mestrado

Presidente: Prof.ª Dra. Cynthia Roncaglio

Membro Titular Externo ao PPGCInf: prof.ª Dra. Vivien Fialho da Silva Ishaq

Membro Titular: Profª Dra. Georgete Medleg Rodrigues

Membro Suplente: Profª Dra. Eliane Braga de Oliveira         

 

Resumo: Nos anos 1990, sob a conjuntura de redemocratização do Brasil e tendo como base a Constituição de 1988, os arquivos das Delegacias de Ordem Política e Social - DOPS existentes nos estados foram obrigadas a enviar os seus conjuntos documentais para os arquivos públicos estaduais. Esta pesquisa teve como objetivo identificar e analisar os métodos adotados pelas entidades custodiadoras para promover o acesso intelectual aos acervos das DOPS numa perspectiva comparativa entre o período do recolhimento e o período atual, onde se identifica uma demanda crescente pelo acesso a esses documentos. A abordagem metodológica foi de caráter descritivo e aplicado. Os resultados apontaram para diferentes situações de recolhimentos dos acervos pelas entidades custodiadoras e um esforço crescente dos arquivos públicos estaduais e do Arquivo nacional, por meio do projeto Memórias Reveladas, para possibilitar o acesso aos documentos e informações desses conjuntos documentais. Todavia, percebe-se ainda um certo abismo entre os princípios arquivísticos e as práticas de descrição e acesso aos documentos e informações.

Palavras-chave: Ditadura Militar Brasileira, DOPS, DEOPS, Acesso, Acesso Intelectual, Arquivologia, Arquivos Públicos, Instrumentos de Pesquisa, Descrição Arquivística, BDMR, Memórias Reveladas.