• 20160830_090251.jpg
  • 20160830_090216.jpg
  • 20160830_085830.jpg
  • 20160830_085747.jpg
  • 20160830_085847.jpg

Banca Examinadora de Defesa de Tese de Doutorado do(a) aluno(a) Ana Claudia Borges Campos,

Título: GESTÃO DA INFORMAÇÃO: UMA ANÁLISE ERGOLÓGICA DA ATIVIDADE DO BIBLIOTECÁRIO GESTOR

 

Data: 28/06/2016

Horário: 9:30h

Local: Ufes (Vitória – ES)

 

Banca Examinadora de Defesa de Tese de Doutorado:

Presidente: Profª Drª Dulcinea Sarmento Rosemberg (PPGCINF/UnB)

Membro Titular Interno: Profª Drª Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares (PPGCINF/UnB)

Membro Titular Interno: Profª Drª Elmira Luzia Melo Soares Simeão (PPGCINF/UnB)

Membro Titular Externo à UnB: Profª Drª Susane Petinelli Souza (PGDAM/UFES/ES)

Membro Titular externo à UnB: Profº Drº Gelson Silva Junquilho (PGDAM/UFES/ES)

Membro Suplente: Profº Drº Rogério Henrique de Araújo Jr. (PPGCINF/UnB)

 

 

Resumo: Trata-se de tese de doutorado que tem como ojetivo geral submeter à análise coletiva a atividade de Gestão da Informação (GI) por bibliotecários-gestores na perspectiva ergológica. Como objetivos específicos foram propostos os seguintes: debater os conteúdos curriculares necessários à formação de bibliotecários-gestores tomando como parâmetros as experiências vivenciadas por eles e a matriz curricular do Curso de Biblioteconomia da Ufes; caracterizar as competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) que compõem a atividade de GI na percepção dos gestores de informação; entender como os bibliotecários-gestores articulam e aplicam os conteúdos curriculares em suas atividades diárias. Adotou-se a abordagem teórico-metodológica a Ergologia, cujo método foi desenvolvido por meio do Groupe de Rencontre du Travail (GRT) de Pierre Triquet, realizando seis encontros com bibliotecários, docentes e alunos de Biblioteconomia. Verificou-se que o processo de GI foi entendido pelo grupo na esfera do planejamento, dispensando-se uma análise sobre as demais tarefas que a compõem, a organização, a direção e o controle. As participantes, especialmente nas instituições públicas, foram reticentes em relação ao conjunto das tarefas que devem ser desenvolvidas por um gestor de informação. Isso ocorreu, talvez, pelo fato de não ocuparem formalmente o cargo de gestoras de informação.

 

 

Palavras-chave: Atividade de trabalho. Gestão da informação. Bibliotecário. Ergologia.